Alunos presos numa sala devido a roubo na escola

Os alunos de uma turma do 6.º ano do Colégio Dinis de Melo, em Amor, Leiria, estiveram seis horas retidos na sala de aulas e proibidos de comer, beber ou ir à casa de banho, devido ao furto de uma carteira. Os encarregados de educação não aprovaram o castigo e apresentaram uma queixa-crime contra o director pedagógico.
A queixa, apresentada na GNR de Leiria, foi remetida ao Ministério Público, que deverá abrir um inquérito. O Centro de Acção Educativa (CAE) de Leiria também está a investigar o caso e anunciou ontem a abertura de um processo de averiguações. O furto terá ocorrido na primeira aula da manhã de sexta-feira, de Educação Musical, e os 24 alunos do 6.º D só às 16h40 foram autorizados pelo director pedagógico, Fernando Cruz, a sair da sala de aula, para irem ao bar, regressando a casa após o lanche. Na mochila, os alunos levaram uma “informação” dirigida aos encarregados de educação e assinada pelo director pedagógico, que descrevia o “acto inadmissível” e pedia colaboração, “no sentido do apuramento da verdade”. Os pais dos alunos discordam do castigo e exigem uma “explicação” e um “pedido de desculpas” do director pedagógico, condenando a sua “falta de humanidade e de capacidade para lidar com crianças”. Para ontem à noite estava marcada uma reunião, durante a qual os encarregados de educação pretendiam pedir a demissão de Fernando Cruz, que ontem esteve ausente do colégio todo o dia. Paulo Inácio e Josete Rainho, pais de um dos alunos do 6.º D, consideram o castigo “um absurdo” em miúdos de 11 e 12 anos, frisando que “nem quem tinha lancheira foi autorizado a comer ou beber”. Paulo Inácio falou com o director pedagógico ainda na sexta-feira e achou-o “distante da ocorrência, com muito sangue-frio e indiferente ao que se tinha passado”. A meio da tarde, o filho de Paulo Inácio “fugiu” da sala para ir à casa de banho, pois estava aflito. Durante as seis horas do castigo, os alunos tiveram crises de choro e insultaram-se uns aos outros, mas mesmo assim tiveram de fazer uma ficha de avaliação de Português, que estava marcada. REVISTA GERAL CARTEIRA DO BENFICA A carteira alegadamente furtada, de cor vermelha e com o símbolo do Benfica, continha um euro e chaves de casa e do cadeado da bicicleta do proprietário, aluno do 6.º D. ESTAVA NA MESA O aluno ausentou-se do lugar para ir comprar um cd gravado na escola. Retirou dinheiro da carteira e deixou-a em cima da secretária. Quando voltou a sentar-se tinha desaparecido. MOCHILAS Todas as mochilas, incluindo a do professor, foram revistadas, mas nada foi encontrado. A carteira furtada viria a ser descoberta no caixote do lixo da casa de banho das alunas.

Fonte: in site Correio da Manhã

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s