ETES em Amor contestada pela população

Carlos Lopes, membro do Movimento Amor Saudável, manifestou na quinta-feira a indignação da população da freguesia, onde está prevista a instalação da Estação de Tratamento de Efluentes Suinícolas (ETES), durante a reunião da Assembleia Municipal de Leiria. “É a morte anunciada à freguesia, caso tenhamos essa infelicidade. Vão matar Amor.”
Na tentativa de demonstrar que a localização não é a mais acertada, Carlos Lopes garantiu que as suiniculturas de Amor correspondem a menos de um por cento das explorações do distrito.
E levantou mesmo a suspeita em relação à forma como este processo tem sido conduzido, já que estariam cadastrados 1600 porcos, número que, dez meses depois, terá crescido para dez mil.
“Como é que isto é possível?” O elemento do Movimento Amor Saudável denunciou, por
outro lado, que os terrenos, avaliados em um euro o metro quadrado, estão a ser comprados a dez. “As terras estão a ser compradas à má fé, sem se ter a certeza
que aquilo vai produzir.”
Em declarações ao JORNAL DE LEIRIA, Carlos Lopes afirmou que cerca de 80 por cento da população da freguesia está contra a construção da ETES. Sobretudo porque a localização escolhida fica a 700 metros de um colégio e de uma escola do 1º
ciclo e a 100 metros do furo de captação de água que abastece Leiria.

AB

Fonte: Jornal de Leiria

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s